Esportes

| Futebol

Nas quartas de final do Pernambucano, o Náutico se prepara para enfrentar o Vitória, nos Aflitos, nesta quarta-feira (20), às 21h30. O técnico Márcio Goiano voltou a ressaltar o momento decisivo que vive o Timbu na temporada.

“É um momento de decisão, nós sabemos. Os jogadores têm que ter seus objetivos, de foco, de chegar numa final de competição. É importante para eles e para o clube. Temos que criar esse lastro nos jogadores jovens, mas também temos jogadores experientes. Observei os últimos jogos dos adversários, estamos procurando estudá-los ao máximo e dentro de campo não pode ter surpresa. Temos que fazer dentro de campo o melhor jogo possível e buscar essa classificação”, afirmou.

##RECOMENDA##

O Náutico tem a volta de Wallace Pernambucano e Jorge Henrique, mas não conta com Camutanga e Jimenez, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Márcio Goiano pode promover a volta de Assis, recuperado de lesão, à lateral-esquerda, deslocando Josa para o meio de campo. O treinador, porém, não confirmou alterações na equipe.

“A gente perde Camutanga e Jimenez, foram os jogadores que tinham os cartões. Acabou que tomaram cartão no jogo, mas temos substitutos até porque Josa foi um jogador que buscamos como alternativa na parte defensiva e ele cumpriu a função. Podemos também buscar uma equipe mais agressiva, foi uma coisa que pensei bastante. Um quarteto ou quinteto ofensivo, com jogadores mais leves e mais ousados. Temos essas armas, mas tenho a volta de Assis, temos outras opções boas que ficaram no banco esse último jogo, mas os atletas que tiveram a oportunidade aproveitaram bem”, analisou.

A média de público neste ano de volta aos Aflitos não tem sido tão alta. Por isso, Márcio pediu apoio da torcida, destacando a importância do torcedor em jogos decisivos.

“Esse é o momento. Esperamos que o torcedor possa jogar junto com a gente. Quem tem comparecido tem feito a diferença também, tem incentivado. Mas claro que quanto mais público, o jogador sente mais em termos de força e apoio e é importante para um momento decisivo. Esperamos que o torcedor estará junto com a gente”, finalizou.

Por Miguel Inácio

Pela primeira vez com todo o grupo à disposição, na preparação para o amistoso contra o Panamá, o técnico Tite testou uma formação titular que deve ser um time misto para o compromisso de sábado em Porto. Afinal, o quarteto defensivo é o reserva, enquanto o restante da formação possui jogadores consolidados na escalação, como o volante Casemiro e o centroavante Roberto Firmino.

O treino, realizado no CT do Porto, teve apenas os primeiros 30 minutos abertos à imprensa. Nesse período, Tite testou um time com dez jogadores de linha e sem um goleiro. A escalação, então, teve: Fagner, Miranda, Eder Militão e Alex Telles; Casemiro; Philippe Coutinho, Lucas Paquetá, Arthur e Richarlison; Roberto Firmino.

##RECOMENDA##

Caso essa escalação seja confirmada, Alex Telles, chamado após o corte de Filipe Luís, fará a estreia pela seleção logo em sua primeira convocação e no estádio onde o seu time - o Porto - atua como mandante. Além disso, Lucas Paquetá ganharia uma oportunidade em um meio-campo que tem Casemiro e Philippe Coutinho consolidados como titulares absolutos. E Richarlison receberia uma chance na posição que costuma ser de Neymar, em recuperação de lesão e que não pôde, portanto, ser convocado.

Ainda não é possível saber quem será o goleiro titular, pois o time testado não contava com um jogador da posição. Mas Ederson e Alisson despontam como favoritos a atuar, sendo que cada um deverá disputar uma partida e o palmeirense Weverton foi o terceiro goleiro convocado pelo treinador para os amistosos de março.

Enquanto Tite testou esse time em uma atividade tática, o restante dos jogadores realizava outros trabalhos. Entre eles, estavam os laterais Danilo e Alex Sandro e os zagueiros Thiago Silva e Marquinhos, que possuem status de titular. Mas a tendência é que só comecem jogando no amistoso seguinte da seleção, contra a República Checa, na próxima terça-feira, em Praga.

A seleção, porém, ainda vai realizar três treinos preparatórios para o amistoso contra o Panamá, sendo dois no CT do Porto e o terceiro no Estádio do Dragão, o palco da partida de sábado.

O Paris Saint-Germain condenou nesta terça-feira os insultos homossexuais proferidos contra o clube pelo ex-jogador da seleção francesa e do Manchester United em um vídeo publicado nas redes sociais na última segunda.

No vídeo, Evra e outro homem estão no banco de trás de um carro quando respondem a usuários sobre o PSG, time que o Manchester United eliminou nas oitavas de final da Liga dos Campeões ao vencê-lo por 3 a 1 em Paris, em jogo acompanhado pelo lateral no estádio, depois de perder por 2 a 0 em casa.

##RECOMENDA##

"Este é o Manchester. Parem de apoiar e torcer por equipes que nunca vencerão qualquer coisa", diz Evra ao responder a um usuário. Neste momento, o ex-jogador é ouvido claramente proferindo dois insultos homossexuais contra o PSG, antes de acrescentar: "Nós somos homens falando aqui".

O PSG, em comunicado enviado à agência de notícias The Associated Press, criticou o ato. "O Paris Saint-Germain condena os insultos homofóbicos de Patrice Evra direcionados ao clube, seus representantes e seus ex-jogadores em um vídeo divulgado ontem (segunda-feira) nas redes sociais. Estas observações chocaram profundamente o clube, que está particularmente comprometido com os valores de respeito e inclusão", diz o time parisiense.

Ao comentar sobre a derrota do PSG, Evra lembrou que o Manchester United precisou usar vários jovens na partida por causa das várias lesões no seu elenco. "Nós (Manchester United) jogamos com a equipe D, a equipe D! Nem mesmo a C e vencemos vocês", disse Evra, que depois fez comentários depreciativos. "Ei, as crianças estavam jogando (pelo United), as que costumavam limpar minhas chuteiras".

Evra, de 37 anos, venceu três vezes a Liga dos Campeões da Europa pelo United, tendo disputado cerca 400 jogos pelo time de 2006 a 2014, sendo seu capitão em diversas ocasiões. Ele chegou a ser definido como capitão da seleção francesa na Copa do Mundo de 2010, mas perdeu essa condição durante o torneio após a equipe realizar uma greve em um treinamento.

Nos momentos após a derrota do PSG em 6 de março, Evra publicou um vídeo nas redes sociais ironizando o clube francês, o que também provocou críticas da equipe parisiense naquele momento. Por aquele incidente, Jerome Rothen, ex-jogador do PSG e que atuou ao lado de Evra no clube parisiense, o criticou. No último vídeo, então, Evra ameaçou "dar um tapa" em Rothen quando o encontrasse.

A Federação Venezuelana de Futebol (FVF, na sigla em espanhol) garantiu nesta terça-feira que os times do país têm condições de disputar a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana, apesar das dificuldades econômicas, sociais e de segurança que a Venezuela enfrenta atualmente. De acordo com a agência de notícia The Associated Press, o compromisso dos dirigentes foi dado durante um encontro do presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Domínguez, com treinadores das equipes que disputam a principal competição de clubes do continente, em Assunção, no Paraguai.

Um dirigente presente ao encontro, que não quis se identificar, revelou que a federação venezuelana se comprometeu em garantir toda a segurança e em cumprir todos os detalhes relacionados para a realização de partidas sob diferentes cenários.

##RECOMENDA##

O Deportivo Lara, uma das equipes do país na fase de grupos da Libertadores, não pode enfrentar o Cruzeiro na semana passada, no Brasil, por não conseguir viajar à cidade de Belo Horizonte. A Venezuela enfrentou o pior apagão elétrico da história - entre os últimos dias 7 e 11 -, o que fechou vários aeroportos e impediu o deslocamento do time.

A Conmebol foi obrigada a remarcar a partida para o próximo dia 27, uma quarta-feira, e exigiu condições dos dirigentes venezuelanos para a sequência da Libertadores e da Sul-Americana. Além do Deportivo Lara, o Zamora disputa a principal competição do continente. Monagas, Zulia, Estudiantes de Mérida e Mineros de Guayana participam da Sul-Americana.

A venda de ingressos para a partida do Náutico contra o Vitória-PE, pelas quartas de final do Pernambucano, já estão abertas. O Timbu recebe o Tricolor das Tabocas às 21h30 desta quarta-feira (20). Alvirrubros querem casa cheia.

No Twitter oficial do clube, foi lançada a campanha para alcançar 10 mil pessoas nos Aflitos para a partida. Os ingressos estão à venda, tanto na sede do clube, quanto online e custam R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia. A bilheteria nos Aflitos fica aberta até às 18h, nesta terça-feira (19). No dia do jogo, as vendas começam às 9h.

##RECOMENDA##

Por Miguel Inácio

Após incertezas e quase desistência, o Sport tem participação confirmada no Campeonato Brasileiro Feminino de 2019 e já estreia nesta quarta-feira (20). As Leoas enfrentam o São Francisco do Conde Esporte Clube, no estádio Junqueira Ayres, na região metropolitana de Salvador. Partida começa às 15h.

Com problemas no elenco, já que acabou dispensando atletas antes de confirmar sua vaga na competição, o elenco das rubro-negras conta com apenas 19 jogadoras, todas pernambucanas. Keila Felício assume o comando técnica. Como jogadora, ela foi campeã pernambucana em 2017 pelo Sport. No papel de auxiliar técnica, foi campeã da Taça do Nordeste e do estadual da temporada passada.

##RECOMENDA##

Tabu

As leoas nunca perderam contra o time de São Francisco do Conde. Em quatro partidas disputadas desde 2017, o Sport venceu três vezes – uma por 5 a 1 -, e empatou apenas uma.

Por Miguel Inácio

 

Com passagens por Santos e Ponte Preta, o atacante Junior Moraes foi convocado nesta terça-feira para reforçar a seleção da Ucrânia. Naturalizado recentemente, o jogador de 31 anos foi chamado pela equipe nacional pela primeira vez e será opção para o técnico Andriy Shevchenko para os jogos contra Portugal e Luxemburgo.

Junior Moraes é o terceiro brasileiro a obter a cidadania ucraniana e a defender a seleção do país. Os outros são os meias Edmar Lacerda e Marlos, ex-São Paulo. O segundo disputou até jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, para a qual a equipe ucraniana não obteve a vaga.

##RECOMENDA##

Assim como Marlos, Moraes defende o Shakhtar Donetsk, time do país que se tornou famoso nos últimos anos por contratar diversos jogadores brasileiros. O atacante foi chamado por Shevchenko um dia depois de receber o seu passaporte ucraniano.

"A Ucrânia é o país que eu e minha família escolhemos para viver nos últimos sete anos. Aqui, nossos filhos cresceram e vão para a escola. Já tivemos a oportunidade de deixar este país várias vezes, mas sempre tomamos a decisão de permanecer, porque somos felizes aqui na Ucrânia", declarou Moraes, artilheiro do Campeonato Ucraniano, com 16 gols em 22 jogos.

O brasileiro poderá fazer sua estreia pela seleção ucraniana na sexta-feira, na partida contra Portugal, de Cristiano Ronaldo, em Lisboa. Outra oportunidade acontecerá três dias depois, contra Luxemburgo, fora de casa. Ambos os jogos são válidos pelo Grupo B das Eliminatórias da Eurocopa.

No último domingo (17) o Jorge Wilstermann enfrentou o Blooming pelo Torneio Apertura da Bolívia e perdeu por 2x0. Na partida, mais uma cena que não combina em nada com boas práticas de um cidadão: o atacante brasileiro Serginho foi vítima de racismo e abandonou a partida.

O Estádio Tahuichi Aguilera foi o palco dessa situação lamentável. Serginho durante toda partida teve que ouvir diversos insultos racistas, mas, aos 40 do segundo tempo, enquanto se preparava para cobrar um escanteio, não aguentou mais e deixou o campo de jogo.

##RECOMENDA##

O atleta e capitão do Blooming, Cristian Latorre, condenou a atitude em entrevista ao jornal local El Deber: "Sou sempre contra o racismo. Fiquei 20 anos fora e volto para sentir isso. Veremos o que fazer junto ao clube”. O treinador Erwin Sánchez corroborou: "Eu repudio o racismo, é lamentável", disse.

O companheiro de equipe de Serginho também lamentou a atitude e compreendeu a saída do seu companheiro de equipe do campo de jogo.

“Essas coisas externas ao jogo são tristes. Não me surpreende que Serginho tenha deixado o campo, porque estava sendo insultado desde o primeiro tempo pela torcida", completou.

O caso que já ganhou proporções maiores chegou até a ser comentando pelo presidente boliviano, Evo Morales.

“A nossa solidariedade com Serginho, jogador do Wilstermann que abandonou ontem o campo em modo de protesto depois de receber insultos racistas por parte de torcedores maus. O futebol é um esporte que une os povos, não devemos permitir que ele seja manchado com esses atos discriminatórios", comentou o líder boliviano através do seu Twitter oficial.  

[@#video#@]

Recuperado de lesão, Jorge Henrique voltou a campo na partida contra o Santa Cruz, domingo (17). A contratação mais sonante do Náutico para 2019 está à disposição de Márcio Goiano para as quartas de finais do Pernambucano contra o Vitória das Tabocas na quarta-feira (20), nos Aflitos. O jogador concedeu coletiva nesta segunda (18) após o fim da atividade no CT Wilson Campos e analisou sua temporada com o Timbu.

"Eu comecei bem a competição. Acabei tendo que parar por causa de uma lesão no joelho e agora estou voltando, não bem fisicamente, mas pronto para ajudar meus companheiros na reta final", avaliou Jorge Henrique.

##RECOMENDA##

No estadual, Jorge Henrique ainda não estufou as redes. No Nordestão apenas um. Com grande expectativa sobre o seu retorno, Jorge comentou a pressão da torcida e avaliou se é correta nesse início de temporada.

"Com certeza está certa a cobrança até porque quando eu saí do Náutico eu saí bem, rodei por Corinthians, Botafogo, Inter, em alto nível, então eu tenho que render mais. Eu tenho consciência disso que não estou jogando o futebol que eu quero e eu espero nesse mata-mata poder ajudar meus companheiros", ressaltou.

Por fim, Jorge falou sobre uma situação que ele conhece bem. Jogador oriundo da base alvirrubra, pôde acompanhar enquanto esteve fora a evolução dos jogadores mais jovens da equipe. Desde a lesão dele e de Wallace Pernambucano, o ataque Timbu tem sido formado por Robinho, Odilávio e Tiago, todos da base do Náutico.

"Acho que é uma oportunidade e tem que aproveitar. Ela não vem de uma hora para outra, vem com trabalho e eles estão sabendo aproveitar as oportunidades deles. Até brinquei com Wallace nesse último jogo que a gente tinha que ficar no banco até pelo que eles estão fazendo dentro de campo, não era justo ter que sair para gente jogar. Apesar da diferença de idade, a gente tem que respeitar que o momento bom era deles”, completou.

Sobre o jogo contra o Vitória, Jorge não tem sua titularidade garantida e prometeu: “Se na quarta-feira (20) o homem optar por eles jogarem novamente a gente vai ficar no banco da mesma forma, querendo jogar", concluiu.

LeiaJá também

--> Estevam Soares não é mais técnico do Central

O Flamengo vai usar a sua formação titular no duelo desta terça-feira, às 20h30, no Maracanã, diante do Madureira, pela quinta rodada da Taça Rio. A intenção é que a equipe da Gávea obtenha a vitória e consiga a classificação antecipada para as semifinais do Campeonato Carioca.

Para que o jogo atraia grande público flamenguista - o time tem média de 42.722 espectadores por jogo -, foi realizada uma promoção para os sócios-torcedores do clube, que terão direito a comprar até três ingressos extra com desconto igual ao oferecido pelo seu plano para qualquer setor.

##RECOMENDA##

O único titular a desfalcar o Flamengo será Cuéllar, convocado para a seleção colombiana, sendo que Ronaldo deve ficar com a sua vaga no meio-campo. O uruguaio Arrascaeta, o paraguaio Piris da Motta e o peruano Trauco também foram chamados para suas equipes nacionais, mas não têm status de titular com o técnico Abel Braga.

Uma atração do Flamengo estará no banco de reservas: o zagueiro Juan. O jogador, de 40 anos, tem contrato apenas até 30 de abril. Assim, essa poderá ser uma das suas últimas chances de atuar pelo clube.

A partida será a de número 200 do lateral-direito Pará pelo Flamengo. "O time está atingindo um nível muito bom com o decorrer dos jogos. Tenho certeza de que as conquistas virão em breve", disse.

O Flamengo é o terceiro colocado do Grupo C da Taça Rio com oito pontos, um a menos que Cabofriense e Bangu. O Madureira está em quarto lugar no Grupo A, com quatro pontos.

Além disso, o Madureira briga para não ser rebaixado, pois soma seis pontos (quatro pela Taça Guanabara e dois pela Taça Rio) e tem a concorrência de Americano (cinco pontos) e Portuguesa (dois). Mas o time se recuperou no fim de semana ao bater o Resende por 2 a 0, fora de casa.

A contratação do atacante Alexandre Pato, que antes era considerada "inviável" pela diretoria do São Paulo, passou a ser analisada de forma mais positiva nesta segunda-feira. A diretoria foi informada que o atacante aceita receber um salário mais baixo e próximo da realidade financeira do País.

O aceno do atacante foi fundamental para a mudança de planos. O jogador rescindiu o contrato com o Tianjin Tianhai, da China, na última semana e sua vinda não envolverá gastos com transferência. Já com redução, os vencimentos do atacante de 29 anos giram em torno de R$ 1 milhão, ou um terço do que ele recebia na China.

##RECOMENDA##

A questão da diretoria agora é como viabilizar a negociação. O clube vive um momento de redução de gastos e, por isso, emprestou Diego Souza (sem custos) para o Botafogo. A eliminação na fase preliminar da Copa Libertadores fez com que o clube deixasse de arrecadar até R$ 30 milhões. Além disso, outros clubes estão interessados, como o Santos, por exemplo.

O principal incentivador da volta de Pato é o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Ele e Pato trabalharam juntos entre 2014 e 2015, na primeira passagem do atacante. Leco era vice-presidente e depois mandatário interino. Leco gosta do gosta do perfil do jogador e acredita que ele possa ajudar a resgatar a imagem do clube, arranhada por causa das campanhas ruins nos últimos anos.

Dentro de campo, Pato não é o jogador ideal na visão do técnico Cuca, que deverá assumir o clube a partir de 15 de abril. Mas o treinador não é totalmente contrário a sua chegada. Pediu que a diretoria evitasse grandes sacrifícios por causa de um jogador. Cuca quer prioritariamente um lateral-direito e um volante que saiba chegar à área adversária.

Na tarde desta segunda-feira (18), o Esporte Clube Vitória utilizou o seu site oficial para comunicar oficialmente que Marcelo Chamusca não é mais treinador do rubro-negro. De acordo com a nota publicada, a decisão foi tomada após reunião envolvendo o presidente do Leão, Ricardo David, o vice-presidente do clube Chico Salles, o gerente de futebol Alarcon Pacheco e o próprio Chamusca.

“Nós queremos agradecer ao Marcelo por todo empenho e dedicação durante a sua passagem pelo comando do Leão. Os resultados não aconteceram, mas tenho certeza que não faltou empenho e respeito pela camisa do Vitória. Chamusca trabalhou duro durante o período que esteve aqui”, disse o presidente Ricardo David.

##RECOMENDA##

“Quero agradecer a Diretoria pela chance que me deu de comandar um time da grandeza do Vitória. Trabalhamos, dei meu melhor, mas infelizmente os resultados não surgiram em campo. Agradeço aos jogadores, Comissão Técnica, torcida e desejo sucesso ao Vitória durante a temporada”, comentou Marcelo Chamusca, agradecendo o respaldo que encontrou no clube.

 

Estevam Soares não é mais técnico do Central. Após derrota para o Sport, na última rodada da primeira fase do Pernambucano, a diretoria Centralina optou por sacar o treinador, às vésperas das quartas de final do estadual. O auxiliar-técnico Catende assume como treinador até o fim da competição.

Soares comandou a Patativa em 10 jogos. Foram cinco vitórias, dois empates e três derrotas, números que deixaram o time caruaruense na 5ª posição do Pernambucano, com 16 pontos, além da eliminação pela Copa do Brasil, contra o Ceará.

##RECOMENDA##

O Central entra em campo na próxima quarta-feira (20), no Cornélio de Barros, para enfrentar o Salgueiro, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano. No segundo semestre, a equipe disputa a Série D do Campeonato Brasileiro.

Por Miguel Inácio

Encerrada a primeira fase do Campeonato Pernambucano, Náutico e Vitória se enfrentam mais uma vez, agora pelas quartas de final da competição. O confronto em jogo único está marcado para a próxima quarta-feira (20), nos Aflitos, às 21h30.

Pela fase de grupos do Pernambucano, também nos Aflitos, o Timbu saiu vencedor por 2 a 0, com dois gols de Wallace Pernambucano de pênalti. Só que, desde então o Tricolor das Tabocas vive um momento diferente.

##RECOMENDA##

Depois de começar o campeonato com quatro derrotas em quatro partidas, com direito a goleada por 6 a 1 já no primeiro jogo, contra o Salgueiro, o Vitória emplacou cinco partidas sem derrotas no Pernambucano. Foram três empates, contra Flamengo de Arcoverde, Petrolina e Afogados, e dois triunfos, contra América e Santa Cruz. E o resultado contra o Tricolor do Arruda foi expressivo: 3 a 0.

No histórico do confronto contra o Náutico, o Vitória não vai nada bem. Única vez que venceu o confronto foi pelo estadual de 2010, um 3 a 2, ainda jogando no Carneirão. O mando de campo tem sido fator positivo também nesta temporada, já que os dois triunfos da equipe vieram jogando dentro da Arena de Pernambuco. Esse fator, porém, pode virar um problema, já que enfrenta o Timbu fora de casa.

E os alvirrubros têm mesmo motivos para otimismo. A sequência de 13 partidas sem derrotas é a maior do Brasil atualmente. Se o Vitória não sabe o que é perder desde o início de fevereiro, o Náutico pode dizer que perdeu sua última partida ainda no fim de janeiro, no clássico contra o Sport, na Ilha do Retiro, também pelo estadual.

Jogando em casa, o Timbu só perdeu a partida de estreia, para o Fortaleza, por 3 a 1, pela Copa do Nordeste. De lá para cá, cinco vitórias e dois empates. Os alvirrubros podem destacar também o ataque afiado. Em 17 partidas no ano, o Náutico marcou 30 gols e só passou em branco justamente no último jogo, o clássico contra o Santa Cruz nos Aflitos.

Os alvirrubros podem ainda contar com Jorge Henrique e Wallace Pernambucano, recuperados de lesão, para reforçar a equipe que vinha atuando sem sua força máxima. O vencedor do confronto encara Santa Cruz ou Afogados, que se enfrentam no Arruda no dia 27.

Por Miguel Inácio

Neste fim de semana, uma declaração do jogador russo Pavel Pogrebnyak, do FK Ural, chamou a atenção do mundo. Em entrevista ao site russo Sport Express, Pavel deixou claro o seu racismo ao se referir ao brasileiro naturalizado russo, Ariclenes da Silva Ferreira, conhecido como Ari, que atua pelo Krasnodar.

“Tenho uma opinião negativa a respeito das naturalizações. Não vejo sentido. Por que deram um passaporte russo a Ari? Nesta posição nós temos Igor Smolnikov. Poderíamos muito bem seguir sem estrangeiros na seleção. É ridículo que pessoas de cor joguem na seleção russa”, disse Pavel Pogrebnyak.

##RECOMENDA##

A declaração racista e xenófoba de Pavel causou espanto e indignação ao Departamento de Luta contra a Discriminação da União de Futebol da Rússia. Alexandr Baranov, representante do órgão, repudiou a declaração do atleta do FK Ural.

“As declarações são muito questionáveis e claramente não estão em concordância com os princípios da campanha mundial contra o racismo. Não se pode definir o lugar de um futebolista em uma seleção baseando-se na cor da pele”, declarou Alexandr.

Ari, de 33 anos, atua pelo futebol russo há oito anos e se naturalizou no início de 2018. Além do Krasnodar, Ari já defendeu as cores do Avaí (clube de origem), Fortaleza, Kalmar, AZ Alkmaar, Spartak Moscou e Lokomotiv.

 

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que denunciou o atacante Cristiano Ronaldo por conduta imprópria durante uma partida da Liga dos Campeões da Europa. Na terça passada, o português fez um gesto obsceno ao comemorar um dos gols da vitória da Juventus sobre o Atlético de Madrid por 3 a 0, em Turim, que classificou o time italiano às quartas de final.

Após marcar um de seus três gols na partida, Cristiano Ronaldo fez a sua comemoração habitual dando um pulo. Mas fez um gesto obsceno levando as mãos à região próxima do seu órgão genital.

##RECOMENDA##

A Comissão Disciplinar da Uefa julgará o caso nesta quinta-feira e a tendência é que Cristiano Ronaldo receba uma multa, assim como aconteceu com o técnico argentino Diego Simeone, do Atlético de Madrid, que teve de pagar 20 mil euros (cerca de R$ 86 mil) pelo mesmo gesto na vitória de seu time sobre a Juventus, na partida de ida, em Madri.

Posteriormente, o próprio Simeone reconheceu o exagero na comemoração e se desculpou. Cristiano Ronaldo, no entanto, não pediu desculpas até agora. O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, não teme que o atacante seja suspenso e não possa enfrentar o Ajax, em abril, pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

"Acredito que na terça-feira passada cada um comemorou de uma maneira distinta. No estádio haviam 42 mil pessoas, deveriam punir todos, então. Não me parece que foi algo particular (a comemoração de Cristiano Ronaldo). Não tenho medo de uma suspensão. Ela não ocorrerá", disse o treinador.

O Chelsea informou nesta segunda-feira que fez uma reclamação formal na Uefa contra um suposto caso de racismo, protagonizado por torcedores do Dínamo de Kiev, em jogo da Liga Europa, na quinta-feira passada. Segundo o clube, o atacante Callum Hudson-Odoi foi vítima de cânticos racistas nos minutos finais da goleada do time inglês por 5 a 0, na Ucrânia.

"Nós, sinceramente, condenamos este comportamento repugnante. Esperamos que a Uefa conduza uma investigação completa sobre o caso", disse o clube, em comunicado. Segundo o Chelsea, o presidente Bruce Buck e o secretário David Barnard reportaram a denúncia a um dos delegados da Uefa.

##RECOMENDA##

De acordo com a imprensa britânica, torcedores ucranianos emitiram cânticos, imitando macacos. O ato teria sido restrito a poucos fãs do Dínamo de Kiev, após um ataque do Chelsea.

Trata-se da segunda vez que o Chelsea denuncia atos deste tipo em jogos contra o Dínamo de Kiev. O primeiro caso aconteceu em 2015, quando torcedores da equipe ucraniana atacaram ao menos oito torcedores do time inglês durante uma partida válida pela Liga dos Campeões. Vídeos mostraram quatro homens negros sendo perseguidos nas arquibancadas durante aquele jogo.

Na ocasião, o Dínamo foi punido com a obrigação de jogar duas partidas com os portões fechados e ainda levou uma multa de 100 mil euros (cerca de R$ 431 mil). Após recursos, o time ucraniano conseguiu reduzir as duas sanções pela metade.

No início deste ano, a Uefa aplicou outra punição ao Dínamo, obrigado a jogar uma partida com parte da arquibancada fechada. Também levou uma multa. A causa também foi comportamento racista da torcida.

[@#galeria#@]

O Clube do Remo realizou na última quinta-feira (14) o lançamento do seu novo uniforme para a temporada, e também anunciou uma parceria com a UNAMA – Universidade da Amazônia, que irá beneficiar tanto o clube quanto os alunos da universidade. O evento ocorreu em uma casa de shows na Cidade Velha e contou com a presença de dirigentes, jogadores e torcedores do Leão Azul.

##RECOMENDA##

O Remo vai disponibilizar vagas de estágio para alunos dos mais variados cursos, dentre eles Educação Física, Nutrição, Psicologia, Serviço Social e Enfermagem. A expectativa é que esses acadêmicos possam ser contratados como profissionais, assim que se formarem.

A coordenadora do curso de Educação Física da UNAMA, professora Nazaré Bello, se mostrou muito confiante com a parceria. “O Remo está abrindo uma porta para que esse acadêmico possa ingressar no mercado de trabalho e, quem sabe, ao término da sua graduação ser contratado como profissional”, disse. Os alunos irão atuar de forma acadêmica dentro do clube, e poderão oferecer serviços específicos de cada curso.

A UNAMA marcou presença no evento com um estande, distribuiu brindes e até realizou concursos de embaixadinha com os torcedores azulinos. Para Daniel Araújo, que participou da festa, a parceria é importante, pois fortalece ambas as marcas. “Essa colaboração é interessante, porque ajuda os torcedores a conhecerem mais a UNAMA, e vai ter o retorno para o clube também, que é muito importante”, comentou o torcedor.

O presidente do Remo, Fábio Bentes, reforçou a importância dessa ação em conjunto do clube e universidade. “A academia sempre se notabiliza por novas práticas e eu tenho certeza que esse intercâmbio, tendo à disposição toda a estrutura da UNAMA através das suas clínicas e alunos, conseguirá qualificar cada vez mais o nosso grupo de jogadores”, contou o presidente.

Próximo do fim do evento, após diversas apresentações musicais, o ápice da noite chegou. Vindo da Baía do Guajará, por meio de remadores, a nova camisa do Leão foi apresentada, para festa dos torcedores no local, com um design mais minimalista e retrô. “Eu achei muito interessante, principalmente o marketing que eles estão fazendo, foi bem criativo. Espero que os jogadores honrem a camisa do Leão”, comentou Marcos Sagica, torcedor do Remo.

Por Lucas Neves.

 

 

[@#galeria#@]

Pela abertura da oitava rodada do Parazão 2019, Remo e Independente mediram forças no Mangueirão em jogo estudado, com muitas chances desperdiçadas de ambos os lados. Jogando em casa com o apoio do torcedor, o Leão foi para cima, buscando o gol, enquanto o Galo Elétrico se defendia buscando e teve uma chance de contra-atacar.

##RECOMENDA##

O Remo conseguiu muitas faltas no primeiro tempo, que geraram chances claras de gol. Aos 42 minutos, Mário Sérgio foi mais esperto que o zagueiro e abriu o placar pro azulinos.

No início do segundo tempo, o Independente quase empatou em uma cobrança de falta que tirou tinta da trave. O Galo começou a dominar o jogo e criar chances claras de gol.

Aos 17 minutos, o zagueiro azulino Keven deu de presente a chance para o atacante do Galo Fazendinha empatar, mas ele desperdiçou. O jogo começou a ter muitas faltas e a ficar parado para substituições.

Em um contra-ataque, Tiago Mandi, do Galo, foi derrubado dentro da área por Rafael Jansen e o árbitro marcou pênalti. Aos 38 minutos, Joãozinho cobrou e decretou o empate do time de Tucuruí.

Com o placar de 1 a 1, os azulinos praticamente garantiram a classificação para a semifinal. Ainda faltam duas rodadas, e a próxima partida é o clássico com o Paysandu.

Já o Independente segue na cola do Paysandu e pode garantir a sua vaga na próxima rodada diante do Águia de Marabá, no Navegantão.

O técnico azulino, Márcio Fernandes, que ainda não venceu sobe o comando do Remo, questionado,  falou sobre o que o torcedor pode esperar para o clássico do próximo domingo: "Eu entendo toda a situação de expressar a sua opinião e o seu descontentamento, mas o que a gente pode realmente passar é que vamos dar o nosso melhor pra conseguir o nosso objetivo e dar alegria a esse torcedor que ele merece”.

O técnico do Galo, Charles Guerreiro, também avaliou a partida: “Atuamos bem fechados, procurando buscar o contra-ataque, tanto é que tomamos o gol nos dois minutos finais, com erros e vacilos nossos. Voltamos com o mesmo propósito, o Fazendinha sentiu lesão, colocamos o Joãozinho que é um jogador de segundo tempo e vem resolvendo pra nós. Até poderíamos ter saído com a vitória”.

Por Cássio Kennedy.

O Clássico-Rei colocou frente a frente Fortaleza e Ceará. A partida disputada nesse domingo (17) no Castelão pela Copa do Nordeste terminou empatado em 1x1. No fim do jogo uma confusão entre Leandro e Derley acabou rendendo vermelho aos dois jogadores e mais confusões no gramado.

Ex-jogador do Sport, Samuel Xavier, que foi punido com cartão amarelo, criticou a atitude de Derley. "Leandro tinha levado amarelo, vinha apanhando no primeiro tempo e não deu uma falta no Leandro, aí o Derley apareceu e foi para cima dele. Desde a época do Santa Cruz, ele sabe que se não partir para a briga, não consegue vencer", lembrando de quando eram rivais em Recife.

##RECOMENDA##

O lateral direito do Vozão teve o reforço na reclamação do seu companheiro, o meio campo Fabinho. “No meu modo de ver, o Derley quis agitar. Não precisa fazer isso”.

Pelo lado do Fortaleza, a reclamação era de que Leandro havia feito um gesto obsceno para a torcida adversaria. “O Derley foi tirar satisfação. Teve empurra-empurra. As expulsões foram corretas”, disse Osvaldo.

O lance ainda terminou com uma senhora bronca de Rogério Ceni no seu atleta que relutava em sair do gramado.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando